Sopro Do Corao



Sim, o amor vo
certo e sabido
Mas ento (porque no) porque sopra ao ouvido
O sopro do corao
Se o amor vo
Mera dor
Mero gozo
Sorvedouro caprichoso

No sopro do corao
No sopro dom corao

Mas nisto o vento sopra doido
E o que foi do corpo num turbilho
Sopra doido
E o que foi do corpo alado nas asas do turbilho
Nisto j nem de ar precisas
S meras brisas,
Raras
Raras
Raras

Corto em dois limo
Chego ao ouvido
Ao frescor
Ao barulho
acidez do mergulho

No sangue do corao
Pulsar em vo
bem dele
bem isso
E apesar disso eria a pele

No sopro do corao
No sopro do corao







Captcha
Widget